[dropcap style=”style3″]E[/dropcap]nfim, o dia de Trancoso. Uma região muito legal porque mistura praias lindas, rios de água limpa e quente, além de uma vila de nativos bem rústica e interessante. Acima das praias, em um morro, há uma região conhecida como Quadrado. Como o nome já indica, há uma vila que segue um modelo quadrangular, com as casinhas e lojinhas arrumadas desta maneira geométrica. O estilo vem desde a época dos jesuítas. A igreja na foto é da época do descobrimento e faz parte do Quadrado. Muito bonita.

Foi um dia tipicamente baiano. Muita preguiça, um sol de rachar a cabeça e muita comida. Desta vez fui com a Carol e a Taís, que descobri ser jornalista em São Paulo. Colega de profissão. Além disso, é uma maníaca por animais, principalmente cachorros. Já a Carol é analista financeira e tem como “hobby” ficar comparando gírias paulistas e cariocas.

 

férias 349

férias 315

O ápice do passeio foi o cochilo na praia dos Coqueiros, em Trancoso. Havia uma sombra muito aconchegante, deu para puxar um bom ronco. Vida de rei, sem nenhuma preocupação, esquecendo que existe horário para alguma coisa. Amanhã conhecerei Caraíva e fecharei o meu roteiro Sul da Bahia. Depois disso é hora de explorar Itacaré, Salvador, Lençóis e o que mais der tempo. Deu para perceber que fiz muitas alterações desde o roteiro inicial. Isso é o melhor de tudo, nada planejado, tudo imprevisível. Vou montando o roteiro conforme conheço pessoas e ouço falar de outras opções para conhecer.

Planejar muito estraga a graça da viagem. O negócio é deixar rolar, afinal “tô na Bahia, meu rei”.


Rafael Cardoso

Carioca da Ilha do Governador, Rafael é formado em Jornalismo. Defende a filosofia mochileira de viagens econômicas, independentes, que respeitam a natureza e as culturas de cada lugar. Adora contar e ouvir histórias desde pequeno. Descobriu que escrever sobre turismo e viagens é uma ótima terapia de vida.

Posts do autor