[dropcap style=”style3″]F[/dropcap]ui acordado pelo dono do albergue às 8:00. Ele queria saber se eu faria algum passeio especial pelas agências conveniadas ao albergue. Todos eles começam às 8:30. Estava tão cansado que achei melhor não fazer nenhum hoje. Melhor conhecer apenas a cidade, que é pequena, e na sexta-feira desbravar as grutas, trilhas, montanhas e cachoeiras da Chapada. Aliás, a Bahia é um estado muito legal justamente por oferecer essa diversidade de opções tão grande. Saí das praias de falésias para as de coqueiros, depois para a cidade e suas praias urbanas. Agora estou em meio às cachoeiras e montanhas.

férias 587

férias 598

O dono do albergue me indicou trilhas fáceis de se chegar aos rios e cachoeiras mais próximos. Fui com um casal de Salvador que está curtindo uns dias de folga por aqui. Finalmente, não eram paulistas. Baianos de verdade. Os dois são professores de educação física e têm uns 26, 28 anos. O rapaz se chama Sued. A menina, Fabiana. Foi um dia muito tranquilo, vida fácil, sem estresse, águas geladas e doces, sol de rachar e uma noite estrelada linda demais. Amanhã faço um roteiro mais completo com nomes famosos da Chapada como Morro do Pai Inácio, Pratinha, etc.

 

férias 634

Rafael Cardoso

Carioca da Ilha do Governador, Rafael é formado em Jornalismo. Defende a filosofia mochileira de viagens econômicas, independentes, que respeitam a natureza e as culturas de cada lugar. Adora contar e ouvir histórias desde pequeno. Descobriu que escrever sobre turismo e viagens é uma ótima terapia de vida.

Posts do autor