[dropcap style=”style3″]U[/dropcap]m bom viajante independente ou mochileiro que se preze precisa andar a pé ou de ônibus nas cidades por onde passa. Criei esse post para facilitar a vida de quem chega em Floripa pela primeira vez, não conhece muito a capital catarinense e quer saber como circular por ela. Considerando que a pessoa chegue na ilha via rodoviária ou aeroporto, seguem as informações de transporte a partir desses pontos:

Aeroporto Internacional Hercílio Luz

Localização: Avenida Deputado Diomício Freitas, s/nº. Fica a 12km do centro.
Táxi: uma corrida para o centro custa em torno de R$ 25 a R$ 30.
Ônibus: para o centro, a linha executiva 6120 opera de segunda a sexta, a partir das 06:10, com saídas a cada uma hora. Último horário de saída é 19:15. Passagem custa R$ 4.
Linhas convencionais fazem o trajeto até o centro todos os dias, mas nos fins de semana as frequências são menores, principalmente no domingo. Tanto a linha 183 quanto a 186 passam em frente ao aeroporto e seguem até o TICEN (terminal central de ônibus). Passagem custa R$ 2,90 e o trajeto é feito em 25 minutos em condições normais de trânsito.
Para chegar em outros bairros, a melhor opção é seguir até o TICEN e fazer a integração para os terminais de outros cantos da ilha (só paga uma passagem).

Terminal rodoviário Rita Maria
Localização: Avenida Paulo Fontes, s/nº. Fica no centro da cidade, ao lado do TICEN.
Ônibus: para destinos que ficam no próprio centro, dá para fazer tudo tranquilamente a pé. Caso a bagagem esteja muito carregada, opte pelo táxi.
Para seguir até outros cantos da ilha, vá ao TICEN e siga as direções que virão no esquema a seguir, explicando como funciona cada terminal de ônibus.

Circulando de ônibus pela ilha de Floripa
Existem seis terminais espalhados estrategicamente pela ilha. A partir de cada um, há linhas alimentadoras que circulam pelos bairros e ruas mais próximos. O passageiro paga apenas uma vez e faz essa integração até o momento de desembarcar em seu destino. Em cada terminal, há a relação dos ônibus que partem para cada canto. Na dúvida, a melhor alternativa é sempre procurar alguém que trabalhe na área e se informar melhor.

Oriente-se: TICEN (Terminal Centro), TIRIO (Rio Tavares) para quem vai para o sul, TITRI (Trindade) também próximo ao centro, TILAG (Lagoa da Conceição) para a região leste, TISAN (Santo Antônio de Lisboa) para o noroeste da ilha e TICAN (Canasvieiras) para o norte. Veja onde fica cada terminal especificamente na foto/mapa que abre o post.

Passeios a pé
Tanto os pontos turísticos do centro, quanto o mirante da ponte Hercílio Luz e a Avenida Beiramar Norte podem ser percorridos a pé, exigindo pouco esforço físico. Veja o mapa e as sugestões de roteiro:

Tomei como referência de partida o Hostel Floripa, que foi o meu lugar de hospedagem econômica na cidade. Na primeira sugestão de roteiro, setas pretas indicam o roteiro pelo centro. Setas vermelhas, para a ponte. Setas verdes, para a Av. Beiramar.

1. Centro Histórico: descer pela rua Duarte Schutel, virar à esquerda na Felipe Schimidt. Observar o movimento da rua, as opções de comércio e entretenimento. Dobrar à direita na rua Jerônimo Coelho, passear pelo Mercado Público, ver o Largo da Alfândega. Dobrar à esquerda na rua Arcipreste Paiva. Passear pela Praça XV,  tirar fotos com a Figueira, visitar o Museu Histórico de Santa Catarina e a Catedral Metropolitana. Retornar pela Felipe Schimidt ou pela rua Tenente Silveira.

2. Mirante da Ponte Hercílio Luz: descer pela rua Duarte Schutel, virar à direita na rua Hoepcke. Seguir ao longo da avenida Paulo Fontes até avistar a ladeira à esquerda que dá acesso ao mirante.

3. Avenida Beiramar Norte: subir pela rua Duarte Schutel, dobrar à direita, pegar a rua Almirante Lamego e virar à esquerda, passando pela rua Arno Hoeschel. Seguir em frente até chegar na avenida Beiramar. Para alcançar o shopping Beiramar basta seguir por  toda a avenida e dobrar à direita na rua Altmiro Guimarães.