Nesta quinta-feira, dia 12 de junho, começa um dos eventos mais empolgantes de todo o mundo. Para quem é fanático por futebol, como eu, é o acontecimento mais incrível do esporte. Imagina acontecendo aqui no Brasil. E para já entrar em clima de Copa do Mundo, visitei uma exposição que une futebol e arte naïf no Centro Cultural Correios, no Rio de Janeiro: “A Bola da Vez!”.

20140610_145243“Naïf ” é uma palavra de origem francesa, que significa ingênuo (a). Arte naïf é em si uma forma de expressão artística sem muitos rigores acadêmicos, regras de composição e perspectiva. É uma arte feita por pessoas que não têm diploma na área, que usam uma linguagem simples e direta. Às vezes, é até comparada aos desenhos infantis pela sua simplicidade. Nada disso diminui a importância das obras e artistas. Pelo contrário, é uma das formas mais autênticas e bonitas de expressão.

E aqui, no país do futebol, nada mais maneiro do que ver acontecimentos marcantes do esporte sendo retratados por artistas de todos os cantos. A imagem que abre o post, por exemplo, é para muitos a mais importante memória futebolística. Eu me incluo nesse grupo. Final da Copa do Mundo de 1994, Brasil e Itália. Depois de um zero a zero no tempo regulamentar e na prorrogação, a tensa final nos pênaltis. A bola que decidiria a Copa estava nos pés do craque italiano Roberto Baggio. Do outro lado, o goleiro Taffarel, em ótima fase. O título viria graças a um chute para fora, por cima do gol. Na imagem, perceba a expressão de tristeza dos jogadores italianos e a de alegria dos brasileiros.

Outras Copas do Mundo estão retratadas na exposição: a fatídica final de 1998, perdida para a França, o pentacampeonato de 2002 na Coréia do Sul e Japão, e as finais que os artistas desejavam que acontecessem em 2006 e 2010, mas que as eliminações do Brasil nas quartas-de-final não permitiram. Há outras pinturas que valorizam a alegria e mobilização dos torcedores em todo o país durante o evento.

20140610_142553

As Copas são o principal assunto da exposição, mas não são o único. Também estão retratados outros elementos que expressam a paixão dos brasileiros pelo esporte. Clássicos do futebol nordestino, carioca e paulista estão nas telas. E não só os lances espetaculares em campo e a habilidade dos jogadores. Há lugar para as polêmicas, para a rivalidade entre os times. Em um dos espaços, o quadro que retrata uma jogada de gol no clássico Vasco x Flamengo está lado a lado com uma briga de jogadores em um Fla x Flu. Tem golpe de karatê, pedaço de pau, juiz apanhando, policial e até cachorro. Esse é o tipo de cena que obviamente queremos banir do futebol, mas nos traços do artista Fábio Sombra ganham um pouco de humor.

20140610_143358

Para quem estiver no Rio, a exposição é uma ótima opção no intervalo entre os jogos da Copa. São basicamente duas salas grandes no terceiro andar do Centro Cultural Correios, no centro da cidade. Eu levei pouco mais de 30 minutos olhando com calma cada quadro e me divertindo com os traços dos artistas. Programa recomendadíssimo. Uma ótima forma de conhecer um pouco mais da cultura do nosso país. A imagem abaixo, de Dag França,  foi uma das que mais gostei. Uma autêntica pelada descompromissada em um vilarejo no interior do país. Para ver mais imagens, é só dar um pulinho na exposição. É de graça! 

20140610_144029

Centro Cultural Correios
Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro
(rua paralela à Avenida Primeiro de Março)
Rio de Janeiro – RJ

Exposição A Bola da Vez!
De 29 de maio a 27 de julho
Das 12h às 19h
Entrada gratuita