Localizada a aproximadamente 162 quilômetros de Fortaleza, Canoa Quebrada é uma das praias mais bonitas e peculiares do Brasil. Águas claras, geralmente calmas e mornas, com aquele vento constante bem característico do litoral cearense. Mas o que mais chama a atenção na paisagem são as dunas e as falésias avermelhadas / alaranjadas que emolduram a praia de uma ponta a outra.

Quem vê a estrutura turística de Canoa hoje, não imagina que há pouco tempo o lugar era ermo, rústico e pouco conhecido. A história mais famosa é a de que o antigo vilarejo de pescadores foi descoberto por cineastas franceses nos anos 60, que ajudaram a popularizar a região. Hippies teriam habitado o local na década de 70, seguidos pelos mochileiros nos anos 80. Os turistas mais “comuns”, vamos chamar assim, começaram a visitar a praia na década de 90. Essa mistura de diferentes viajantes ajudou a construir o clima eclético de Canoa e torná-la mais especial.

Jangada na praia de Canoa Quebrada

Tanto o nome “Canoa Quebrada”, como o símbolo mais famoso – a lua e a estrela, foto que abre o post – são explicados por variadas histórias, o que dá um ar mais enigmático e misterioso ao lugar. A explicação mais conhecida para o nome é a de que um navegador português, Francisco Ayres da Cunha, teria chegado à praia em 1650 dentro de um barco quebrado. Os nativos que o receberam confundiram a embarcação com uma canoa e o nome pegou. Imagino que deve ter sido um fato muito marcante para o episódio marcar o nome do lugar.

Já a origem da lua e da estrela, que aparecem esculpidas nas falésias e desenhadas em vários artesanatos locais, é mais controversa. Você vai ouvir várias histórias da boca das pessoas e achar várias lendas na internet. Símbolo de um grupo francês que trabalhava duro de dia e se divertia à noite, marca de um muçulmano arrependido por se envolver nas farras locais e até uma forma de homenagem de um artista nativo a um casal paquistanês. Na dúvida, escolha a que achar mais interessante e aproveite a praia!

Jangada em Canoa Quebrada

canoaquebrada1

Localização e como chegar

Do centro de Fortaleza para Canoa Quebrada, que fica no sul do Ceará, são aproximadamente 2 horas de viagem de carro. Quem não vem com o próprio veículo ou não aluga um carro, tem duas opções: ônibus ou agência de turismo. Quando estive em Canoa, acabei optando por esta última alternativa, que incluía ainda um pit-stop na praia de Morro Branco. Foi uma escolha interessante porque meu tempo era curto no Ceará. Mas chegar de ônibus também é tranquilo.

A empresa que faz a linha Fortaleza x Canoa Quebrada é a São Benedito, com saídas da rodoviária nos seguinte horários: 06:00, 08:30, 11:00, 13:30, 16:30 e 17:30. A viagem dura em média 3 horas e 30 minutos. Outra opção é pegar um ônibus de Fortaleza até a cidade de Aracati. Quem faz esse trajeto é a Viação Guanabara e a Viação Nordeste. Chegando lá, é só pegar uma van ou táxi para Canoa Quebrada. São 20 quilômetros de distância entre os dois locais e aproximadamente 20 minutos de viagem. 

Quando ir e quanto tempo ficar

As chuvas são mais comuns entre os meses de fevereiro e maio. Mas normalmente Canoa Quebrada é boa o ano inteiro. Claro, se você não curte sol muito forte e quer curtir o lugar com menos turistas, evite o verão e o mês de julho. A vantagem dessas épocas é que há mais opções de serviços turísticos e um pouco mais de animação. No geral, a temperatura média durante o ano é de 27º.

Eu fiquei menos de um dia em Canoa Quebrada. O passeio foi um pouco corrido e não consegui curtir bem a noite local. Logo, eu recomendo passar no mínimo dois dias e dormir pelo menos uma noite lá. Um fim de semana seria ideal para aproveitar com calma tanto o dia quanto a noite em Canoa.

Jangada e falésias na praia de Canoa Quebrada

Comércio, barracas e falésias em Canoa Quebrada

Hospedagem

O lugar mais comum para se hospedar é na Avenida Dragão do Mar , conhecida como Broadway. Na média, os preços não costumam ser altos das pousadas e hotéis. Fora da alta temporada, então, dá pra arrumar umas boas pechinchas. Só é importante lembrar que nos meses de férias, no verão e nos feriadões é importante reservar hospedagem com uma antecedência razoável. Uma dica importante é que as ruas de Canoa Quebrada são de paralelepípedos. Não invente de ficar arrastando uma mala de rodinhas pesada lá, que você pode começar seu passeio já irritado.

Atrativos da região

Além da praia e do banho de mar, tem muitas barraquinhas na orla com boa infraestrutura, que geralmente são uma boa opção para almoçar. Durante o dia, você pode escolher entre passeios de bugue e jangada. Também não é raro encontrar passeios a cavalo. E quem gosta de algo mais radical, parapente, windsurf e kitesurf são algumas das alternativas. Se você, assim como eu, fica deslumbrado com um pôr do sol, vá até o alto das dunas ao fim do dia, que oferecem a melhor vista do espetáculo. À noite, a Broadway é a alternativa mais recomendada para alimentação. É lá também que está o agito noturno. Bares, restaurantes e locais para dançar. Você encontra música eletrônica, mas o principal estilo do lugar é reggae e forró.

Praia com falésias em Canoa Quebrada

Jangada e falésias em Canoa Quebrada


Rafael Cardoso

Carioca da Ilha do Governador, Rafael é formado em Jornalismo. Defende a filosofia mochileira de viagens econômicas, independentes, que respeitam a natureza e as culturas de cada lugar. Adora contar e ouvir histórias desde pequeno. Descobriu que escrever sobre turismo e viagens é uma ótima terapia de vida.

Posts do autor