Sejamos sinceros. Não é muito comum ouvir que alguém foi para a Europa exclusivamente para conhecê-la. Geralmente, é uma opção para compor roteiros. Uma esticada quando se está na França, Holanda, Alemanha e Reino Unido. Talvez por ocupar esse papel de coadjuvante e não levantar grandes expectativas, é que a Bélgica surpreenda tanto.

Um povo simpático e amigável, cervejas maravilhosas, chocolates de alto nível, construções charmosas. Mesmo que você fique aqui por poucos dias, dificilmente vai se arrepender de ter incluído o país em sua viagem.

Leia mais: vai seguir viagem? Veja um roteiro de 3 dias em Amsterdã, na Holanda

Há um bom número de cidades interessantes para conhecer. Mas se você, assim como eu, tem pouco tempo disponível, recomendo separar dois dias para Bruxelas e um para Bruges. Não é necessário pernoitar nessa última, a não ser que a ideia seja conhecer um pouco das atrações noturnas. Um simples bate e volta a partir de Bruxelas já permite um dia agradável nessa linda cidade.

Quem quiser esticar mais a estadia em solo belga, Ghent e Antuérpia são duas boas alternativas. Seguem, abaixo, as sugestões de roteiro com os respectivos mapas. Aproveite e saboreie a Bélgica!

DIA 1

Primeiro dia em Bruxelas, vamos explorar as ruas do centro, as praças charmosas e aproveitar para experimentar um pouco das delícias culinárias do país. Tudo a pé. Começaremos vendo a famosa estátua do menino mijão, só para poder reclamar que a estátua é menor e mais sem graça do que parecia nas fotos. Passaremos depois pela Grand Place, lugar com construções bem interessantes. Aqui, você vai querer tirar uma foto no meio da praça, que é o principal cartão-postal da cidade.

Passando pelas ruelas, vai poder observar várias lojinhas e prédios charmosos. Afaste-se um pouco da praça central para encontrar restaurantes mais baratos e não deixe de escolher um dos maravilhosos chocolates como sobremesa. Observe os murais pintados com personagens famosos dos quadrinhos. Descanse em um dos parques da cidade à tarde. Se for um grande fã de desenhos, visite o Museu dos Quadrinhos. Inicie a noite bebendo as cervejas belgas, mundialmente famosas pela qualidade.

1. MANNEKEN PIS

A famosa estátua do menino fazendo xixi. Durante o ano, a tradição local é vesti-la com diferentes roupas típicas. Um dos símbolos da cidade. Vale ir até lá e tirar uma foto.

2. GRAND PLACE

A praça central de Bruxelas. Rodeada por prédios estilosos, de arquitetura flamenga. Costuma ter barraquinhas de flores, lojas de chocolate e muitos restaurantes.

3. MURAIS DE QUADRINHOS

Personagens em quadrinhos colorem e dão um toque menos sóbrio à capital belga. Há dezenas deles espalhados pelas paredes da cidade. Ande pelas ruas e escolha o favorito.

4. CHOCOLATES

Godiva, Guylian, Corné Port-Royal. A variedade de marcas e sabores fazem do chocolate belga uma unanimidade. Esbanje em lojas famosas ou procure opções mais baratas em mercados.

5. GALERIA ROYAL

Lojas, cafés e restaurantes em uma galeria com arquitetura do século 19. Se você não estiver disposto a pagar mais caro, apenas entre para tirar fotos e apreciar o estilo requintado.

6. MONT DES ARTS

Praça com um bonito jardim e uma ótima vista da cidade. Museus, centro culturais e cinemas são algumas das opções artísticas nesse espaço. Vale parar e relaxar em um banquinho.

7. PALÁCIO REAL

Local de trabalho dos reis belgas, pode ser visitado nos meses de verão. Em outras épocas, aproveite para passear em frente, observar a fachada do século 19 e o jardim bem cuidado.

8. PARC DE BRUXELLES

Maior espaço verde da cidade, tem fontes de água, estátuas e, claro, uma bom gramadão verde. Ideal para uma soneca, ler um livro, fazer um lanche e descansar da caminhada.

9. MUSEU DOS QUADRINHOS

Aberto todos os dias, exceto segunda-feira, das 10h às 18h. Exibições que contam a história dos quadrinhos e de personagens belgas, como os Smurfs e o Tintin. Entrada: 10 euros.

10. CERVEJAS

Outra especialidade belga. Vários rótulos famosos, destaque para a Delirium. Um beco com bares exclusivos da marca fazem a alegria dos beberrões durante à noite.

DIA 2

No segundo dia em Bruxelas, é possível andar menos que no dia anterior e aproveitar o metrô para conhecer regiões mais afastadas do centro. Podemos começar por um dos símbolos polêmicos da cidade: o Atomium. Uns amam, outros acham sem graça. Indiscutível é a vista lá de cidade dele. Vale a pena subir até o topo para observar a região do alto. Nas proximidades, o parque Mini-Europe, com maquetes dos principais símbolos europeus, é uma opção de passeio para crianças e adultos.

No local, há algumas opções de restaurantes e lanchonetes. Depois do almoço, uma caminhada no Park de Laeken, ou até mesmo uma soneca no gramado. No parque, observe a Torre Japonesa e o Pavilhão Chinês. De metrô, a próxima parada é a Basílica do Sagrado Coração, uma construção bem antiga e bonita. E já que você se esbaldou no chocolate no dia anterior, mude um pouco e experimente os Waffles com coberturas sedutoras.

1. ATOMIUM

Construção futurista de aço finalizada em 1958, tem exposições em seu interior e oferece uma ótima vista a partir de suas esferas. Para entrar no átomo, adultos pagam 11 euros.

2. MINI-EUROPE

Uma espécie de parque de diversões com várias réplicas em miniatura dos principais símbolos e construções europeias. Mais de 80 cidades são representadas. Entrada: 14,50 euros.

3. PARK DE LAEKEN

Monumentos reais, estufas, construções no estilo japonês e chinês, e um edifício que é a residência da família real. Parque é mais do que uma grande área verde.

4. BASÍLICA DO SAGRADO CORAÇÃO

A igreja mais importante do país. Começou a ser construída em 1905. Tem um interior muito bonito que merece ser visitado. Da cúpula, se tem uma ótima vista de toda a cidade.

5. WAFFLES

Várias barraquinhas pela cidade vendem essa maravilha. Uma massa de farinha e ovos prensada em ferro. Coberturas de morango, chocolate, sorvete e caldas diversas.

DIA 3

Para muitos, Bruges é a cidade mais bonita da Bélgica. Não consigo discordar. Logo ao sair da estação de trem, ruelas e becos já conquistam o turista. A combinação “casas de tijolinhos” mais “canais e barquinhos” compõem uma paisagem muito atraente. Aqui, a principal atividade é caminhar e observar o clima tranquilo da cidade. Um passeio de barco nos canais também é recomendável para ver Bruges de um outro ângulo. Lojas de chocolates não ficam devendo em nada para Bruxelas e vão manter a sua dieta em um futuro distante.

Você pode pechinchar lembranças nas feirinhas, parar em cafés estilosos e aproveitar a praça principal da cidade, com construções coloridas e diferentes. Também é legal visitar a Basílica do Sagrado Coração, que fica espremida em uma ruela, mas tem um interior bem bonito. Volte para a estação de trem no fim da tarde e fique feliz por ter escolhido passar um dia produtivo em Bruges.

1. ENTRE BECOS E RUAS

brugges1

No caminho entre a estação de trens e o centro, casas e prédios dos séculos 13 a 15 recepcionam os turistas. A beleza e tranquilidade dessa área encantam.

2. MAIS CHOCOLATES E CERVEJAS

Bruges também tem várias lojas especializadas em chocolates e cervejarias famosas, como a De Halve Maan. Caminhe pela cidade e aproveite todas as delícias.

3. DE BARCO PELOS CANAIS

Cidades com canais são ótimas pedidas para passeios de barco. Suba a bordo de um deles e aproveite para conhecer as construções e os cantos mais escondidos.

4. BASÍLICA DO SAGRADO CORAÇÃO

“Escondida” na praça Burg, tem vitrais muito bonitos e exemplares interessante de arte sacra. Foi construída no século 12 e tem um grande valor histórico para a cidade.

5. MARKET PLACE

Casinhas coloridas por todos os lados, restaurantes, lojas e cafés. Concorre em pé de igualdade com a praça central de Bruxelas no quesito beleza. A torre Belfort, com o relógio central, é uma das principais atrações do lugar. Aproveite!


Rafael Cardoso

Carioca da Ilha do Governador, Rafael é formado em Jornalismo. Defende a filosofia mochileira de viagens econômicas, independentes, que respeitam a natureza e as culturas de cada lugar. Adora contar e ouvir histórias desde pequeno. Descobriu que escrever sobre turismo e viagens é uma ótima terapia de vida.

Posts do autor